10/02/2011

Nunca favoritou um tweet meu

Eu imitava um dromedário só para te fazer rir. Fazia de tudo para tirar um sorriso do seu rosto, mesmo quando você não podia, mesmo quando você não queria. Te deixar feliz era a minha meta de vida, mas acredito que isso não te bastou. O sangue frio é fundamental numa hora dessas, pois tudo deve ser pensado nos seus mínimos detalhes. Pagaremos por todas as consequências. Pode não ser hoje ou amanhã, mas o dia chegará e não posso dizer que fui pego desprevenido. Subi no armário e peguei a velha caixa de charutos. Lá dentro guardava o velho tesouro de prata e madrepérola. O raivoso tesouro de calibre 38. Dois tiros assim que você se virou na minha direção bastaram para te jogar contra a parede. O desenho de sangue que ficou lembrava um Teste de Rorschach no qual via a imagem de um amor que se acabou porque você nunca favoritou um tweet meu.

4 comentários:

  1. Lembrar de favoritar mais tweets seus. :)

    ResponderExcluir
  2. Muniz Brenda12/02/2011 19:47

    Muito lindo o seu texto, parabéns. :)

    ResponderExcluir
  3. Poxa, não sabia que vc escrevia.
    Gostei muito.

    ResponderExcluir
  4. Boa menção ao amor moderno, hahah. Adorei.

    ResponderExcluir